Uma verdade sobre os implantes mamários

 

A cirurgia plástica para colocação de implantes mamários é o segundo procedimento mais realizado no Brasil, ficando atrás apenas da lipoaspiração. A demanda por esta cirurgia aumenta à medida que as pacientes vão perdendo o medo das anestesias e com técnicas mais seguras. As suturas não precisam ser mais retiradas e os curativos são mais práticos e modernos. A possibilidade de retorno rápido à rotina tem colaborado: “geralmente liberamos para dirigir automóveis em uma semana e realizar trabalhos em computadores três dias são suficientes. Somente atividades que envolvam força ou tração devem ser evitados por cerca de 30 a 45 dias”, diz o cirurgião plástico Paulo Roberto Mendes que é membro Titular da SBCP.

Dr Paulo Mendes é Membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Foto: Rogério Amendola
Dr Paulo Mendes é Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Foto: Rogério Amendola

Os implantes de silicone nem sempre são colocados apenas para aumentar as mamas. Algumas vezes são utilizados em conjunto com a pexia, ou levantamento. Esse é, sem dúvida, o grande desafio para todos os cirurgiões: “como levantar, encher e manter o formato, em longo prazo, num órgão com pele ruim, geralmente com estrias, com tecido mamário liposubstituido, ou substituído por gordura, e que já foi inestético durante toda a existência da paciente”, relata Mendes. “Devemos explicar de maneira direta e bem detalhada às pacientes, que pexia com colocação de implantes é uma cirurgia bem diferente comparando em apenas colocar as próteses. Certamente, aquelas que precisam somente de implantes terão um resultado estético melhor, mais duradouro, sem cicatrizes e com mais chances das mamas não “segurarem um lápis na parte de baixo”, explica o cirurgião. “Aliás, os cirurgiões plásticos em todo o mundo gostariam de saber quem “inventou” essa teoria, uma grande lorota, que mamas não podem encostar na parte de baixo. Toda mama tende a cair, pois a gravidade, a variação de peso e a amamentação levam inexoravelmente, a isso. Culpar o médico pelo fato das mamas encostarem na parte de baixo e não ficarem posicionadas, enchendo bem a parte de cima do sutiã, é como culpar nossos pais por não terem nos feito com o rosto e corpo das divas do cinema”, completa.

“Outro grande desafio que o cirurgião enfrenta é escolher acertadamente o tamanho dos implantes. É fundamental que se leve em consideração o tipo físico das pacientes, bem como a largura dos ombros, tórax e quadril. Com as medidas na mão fica muito fácil para o médico escolher o tamanho. Harmonia é a melhor palavra para definir a nossa busca incessante por resultados mais perfeitos e naturais. Enfim, milagres não existem. O que há é ciência, técnica e muita arte”, diz ainda.

Toques do cirurgião:

-O tempo de afastamento do trabalho é de aproximadamente oito dias, dependendo do tipo de atividade profissional de cada paciente.

-O formato do silicone a ser escolhido pode fazer toda a diferença: mamas com bases muito largas podem se beneficiar de implantes com perfil “super alto ”, ao passo que outros tipos de mamas com o perfil alto.

 -Para exercícios de impacto, o uso de sutiã firme, associado ao uso de tops, ajudam a não exigir muito da pele das mamas. A relação do peso do silicone é praticamente igual ao seu volume em mililitros: uma prótese de 300 ml, pesa aproximadamente 300 g , o que deve ser considerado. A paciente deve estar atenta para não acelerar o processo de “queda ‘ das mamas.

-Pacientes com pouca cintura e baixa estatura, devem estar atentas para não aumentar demais as mamas, para depois não ficarem aparentando “ganho de peso”.

-Paciente com o tórax muito estreito, devem optar pelos implantes com o perfil mais alto, para que as mamas não fiquem com aspecto de “canto vivo ” nas bordas e muito artificiais.

-Os exames de imagens das mamas, para as pacientes que pretendem se submeter a esse tipo de cirurgia, após os 40 anos de idade, é indicado.

-Mamas que apresentam muita flacidez e estrias geralmente possuem pouco colágeno e elastina. A retirada de pele excedente deve ser considerada.

 

 

 

 

Mergulho de verão: navy estilizado da vez

 

No último final de semana o editorial produzido por mim e pela Melissa Hoffmann emplacou em três jornais de Santa Catarina com capas, no Diário Catarinense, A Notícia de Joinville e no Santa de Blumenau. Sábado e domingo próximo é a vez da Zero Hora de Porto Alegre. Nosso navy agradou, e muito, de norte a sul do estado e até fora daqui, legal né! Olha, então, algumas fotos da edição e outras que não sairam e que você só vê aqui!

 

 

Fotógrafa: Tauana Sofia (www.tauanasofia.com.br)

Modelo: Raquel Tolardo (Mia Models, em SC, e Closer, em SP)

Produção executiva: Lise Crippa (www.lisecrippa.com.br) e Melissa Hoffmann

Produção e styling: Mariella Gentil Leal

Cabelo e maquiagem: Karina Rodrigues

Agradecimento: Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha

 

TAU_7123
Vestido e bolsa Carmen steffens, óculos Dior para Bárbara K e joias Viviany Amorim

 

TAU_7103

 

TAU_7232
Saia Bonequinha de Luxo para Lollita, camisa Forever 21, colar Camila Klein e sandália Carmen Steffens

 

TAU_7282

Consagrado pela estilista Coco Chanel, nos anos 20, o estilo navy é formado por peças com listras e em tons azul marinho, branco, vermelho e preto. Foi inspirado no uniforme dos marinheiros, por isso a presença de itens como cordas ou estampa náutica.

TAU_7142
Top e calça Shoulder para Lolla e pulseira Viviany Amorim e sandália Acervo

 

TAU_7166

Estilo que sempre dá às caras, especialmente no verão, o navy da vez ressurge mais estilizado e menos óbvio, com combinações que vão do burgundy com azul até o dourado com marinho, em saias, calça e shorts com cintura mais alta e a presença do jeans para facilitar qualquer combinação.

TAU_7002
Blusa Carmen Steffens, hot pant acervo e argola Dani Depi

 

TAU_7309
Maiô Esmeral para Lollita, camisa Zara, colar Dani Depi, tênis All Star

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dica para o final de semana: Vem para a Esquina Bazar

 As antenadas Bea Becker, Rafaela Mitidieri e Paula Gomes realizam aqui em Floripa, no próximo fim de semana, dias 20 e 21, mais uma versão do Vem pra Esquina Bazar. Elas me contaram que mais  de 40 amigas desapegaram de roupas, acessórios e calçados incríveis de seus closets para compor o bazar! Ao todo, são mais de duas mil peças das melhores marcas nacionais e internacionais, selecionadas através de uma curadoria impecável, a maioria conta com preços entre 10 e 120 reais!
Captura de Tela 2016-08-16 às 17.15.30
As organizadoras “

“Por acreditarmos na tendência do slow fashion – que cada vez mais vem tomando espaço – aliado às práticas de sustentabilidade e consciência, decidimos criar um evento que promova a venda e compra de roupas, sapatos, acessórios com pouco uso e em excelente estado de nossos armários, todos de boa qualidade e também com preços justos, revela Bea. Afinal, em tempos de crise, não podemos deixar que os altos valores de roupas novas limitem nosso estilo, não é mesmo?”, opina.

Captura de Tela 2016-08-16 às 17.15.12

“Quantas coisas que já enjoamos, mas ainda são novas, né? No fim das contas, a brincadeira deu tão certo que acabou nos levando a organizar o primeiro bazar #vempraesquina, em junho”, lembra Paula. Além disso, parte da renda auferida com o evento será revertida para ajudar a comunidade Frei Damião, na Palhoça”, destaca ainda.
Mais um pouquinho doprojeto pode ser lido em: http://www.vempraesquina.com/vempraesquina
Captura de Tela 2016-08-16 às 16.40.35
 
///VEM PRA ESQUINA // BAZAR 
Quando: 20 e 21 de agosto de 2016, das 10 às 17h. 
Local: Rua Felipe Schmidt, 1058 – Em frente ao Parque da Luz (anexo à imobiliária Unil). 

Talk Show Carmen Steffens reúne mais de 20 mulheres na loja do Beiramar Shopping

A semana começou animada e com um evento que movimentou o Beiramar Shopping. Glauber Ramos, consultor de moda e de imagem da Carmen Steffens, desembarcou ontem (15) para um talk show com clientes e formadores de opinião, 20 mulheres convidadas pela equipe CS e pelas promoters Adri Althoff e Adri Piazza. O bate-papo abordou moda, tendência e estilo. Fotos: Darline Santos
2 copy
Eu e Melissa Hoffmann, assessoras de imprensa da Carmen Steffens aqui na região
Glauber Ramos, consultor de moda e de imagem da Carmen Steffens
Glauber Ramos, consultor de moda e de imagem da Carmen Steffens
Equipe Carmen Steffens Beiramar
Equipe Carmen Steffens Beiramar emoldurada pelas ADRIS
4 copy
7 copy